NÃO DERRUBEM MINHA ÁRVORE DE NATAL


Mas uma vez venho pedir desculpas pela ausência de “post” no Blog, o projeto do mestrado vem tomando meu tempo, não que não haja mais assuntos, mas já o tempo...

NÃO DERRUBEM MINHA ÁRVORE DE NATAL

            Nestes últimos dias fui procurado por um irmão, o qual me indagou acerca da possibilidade de ter ou não uma árvore de natal em sua casa, bem como, se deveria comemorar ou não o natal.
            As suas inquietações foram frutos de colocações que lhe chegaram, do tipo: Jesus não nasceu no dia de natal (25/12), o natal, e seus símbolos são adaptações cristãs de festas e elementos pagãos.
            Já estou careca de saber a respeito das indagações apresentadas, até mesmo, diferentemente de Jesus, eu fico mais velho a cada 25 de dezembro, contudo, questiono se os mesmos são impeditivos para a não celebração das festas natalinas.
            Deixando a proposta comercial de lado, que talvez seja hoje a grande motivação da festa, que redundou no Papai Noel e outros apelos mercadológicos, compreendo que o natal, é sim um momento que remete à pessoa de Jesus.
            E exatamente nesta remissão que enxergo a positividade da festa para a cristandade e para as pessoas em geral, e percebo a excesso de misticismo e espiritualidade destituída de reflexão, que redunda em posturas escravocratas  de mentes e corações, que nada mais são que um legalismo barato, do tipo implementados pelos Fariseus.
            Por isso, gostaria de discutir algumas das questões levantadas a respeito da festa:

·         JESUS NÃO NASCEU NO DIA 25 DE DEZEMBRO

Entendo que a data é só um detalhe da festa, pois, muito mais importante que o dia em que Ele nasceu é a forma e o propósito para qual nasceu, independente da data, estas questões são as mais relevantes para compreensão de sua mensagem e pessoa. Logo, o Natal mesmo não sendo na data exata, serve muito bem para este propósito.
As igrejas ortodoxas (Grega, Copta etc), por exemplo, celebram o natal no dia 07 de janeiro. Será que o valor do nascimento de Cristo e carga de sentido que mesmo traz para a humanidade, é depreciado por conta da alteração da data?  Com certeza não.

·         O DIA 25 DE DEZEMBRO FOI ESCOLHIDO POR COICIDIR COM UMA FESTA PAGÃ

O dia 25 de dezembro foi escolhido porque coincidia com os festivais pagãos que celebravam a saturnália e o solstício de inverno, em adoração ao deus-sol, o sol invictus, logo seria consagrado ao mesmo.
Não discuto a veracidade do fato, contudo, questiono a postura de muitos cristãos ante o mesmo, fazendo os seguintes questionamentos:
Quem disse que a data era do deus sol, não foi o homem?
Se o homem tem a capacidade de consagrar um dia a uma entidade pagã, ele não teria a mesma capacidade de consagrá-lo ao Senhor Jesus?
Todos os dias não são do Senhor?

O paganismo a meu ver não está no natal celebrado no dia 25 de dezembro, e sim na forma que encaramos a questão, pois a cosmovisão pagã, conduz o homem ao medo que brota dos fetiches, símbolos e consagrações. Contudo, a cosmovisão cristã nos leva a compreender que Deus está no controle e senhorio de todas as coisas. Que o Diabo não é uma versão má do Senhor e Criador. Ele simplesmente é como as demais coisas e seres, uma criatura, que fez a opção pela perversão. A meu ver, isto vale para os demais símbolos que tentam paganizar no natal.

            Gostaria de terminar a debate lembrando algumas questões e caminhos apontados pelo Apóstolo Paulo:
Romanos 14:
1 Acolhei ao que é débil na fé, não, porém, para discutir opiniões.... 5 Um faz diferença entre dia e dia; outro julga iguais todos os dias. Cada um tenha opinião bem definida em sua própria mente. 6 Quem distingue entre dia e dia para o Senhor o faz

            Por isso querido leitor, não se deixe conduzir por ideais e visões que brotam de uma cosmovisão paganizada, celebre sim o natal, mesmo sabendo que 25 de dezembro não foi a data do nascimento de Cristo, contudo, o importante é que Ele nasceu, e você que pensa diferente, respeito a sua opinião, mas, por favor não venha em uma atitude iconoclasta derrubar a minha árvore de natal.


Pr. Jonas Silva

1 comentários:

 
Caminhando em Santidade © 2010 | Design adaptado por Kênia Siqueira | Todos os direitos reservados.