USE A TEOLOGIA COMO LENTE E NÃO COMO VENDA



            O ambiente acadêmico teológico geralmente é marcado por debates, que entendo ser bastante salutar, já que o confronto de posturas divergentes contribui para o fortalecimento das convicções particulares.
            A postura teológica de cada um deve servir como pressuposto para a interpretação dos fatos e da realidade vigente, ou seja, o sistema teológico pode e deve funcionar como lentes que definem a leitura de fatos do cotidiano e como compreendemos a verdade revelada. Lembrando, obviamente, que a teologia não é a verdade revelada e sim a interpretação racional da mesma, e por isso passível de conclusões divergentes e contraditórias.
            Entendo que a postura teológica abraçada por cada um se torna um problema, quando a mesma conduz a uma vivência religiosa que perde de vista a essência do Evangelho, e isto ocorre principalmente quando ela toma o sentido da própria revelação.  E isto é fato para algumas pessoas que vivem a sua espiritualidade como se seu sistema teológico fosse a própria razão da sua fé, ou seja, uma verdadeira inversão de valores.
            Esta inversão de valores produz uma espiritualidade árida e desconectada das questões e verdades essenciais do Cristianismo, pois a única coisa que importa, é o que eu penso, e minha grande tarefa e fazer que todos os demais cristãos pensem igual a mim, abraçando o meu sistema teológico. Esquecendo que as divergências apontam para a grandiosidade da sabedoria de Deus, pois mostra que o homem é a imagem Dele, capazes de pensar, mas, ao mesmo tempo limitados por não compreendê-lo completamente.
            Sempre ensino aos meus alunos, que escolham um sistema que se coadune com as verdades basilares do cristianismo e que não abra mão de nenhuma delas (Criação, Queda, Revelação, Triunidade de Deus, Encarnação de Cristo, Salvação em Cristo e Porvir). Contudo, solicito que reflitam de como você está vivendo o cristianismo a partir do sistema teológico abraçado, confrontando a prática de vida com as seguintes ações:
  • Quem é o principal personagem da sua argumentação teológica e pregações, Jesus ou mentor do seu sistema (Armínio, Calvino, Agostinho, Wesley etc)?, Lembre-se: 12 E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos. (Atos 4:12)
  • A sua postura em relações aos demais irmãos que abraçam sistemas diferentes do seu, é de respeito, ou de discriminação? Lembre-se:  15 Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração, à qual, também, fostes chamados em um só corpo; e sede agradecidos (Col 3:15).
  • Como você se porta em relação a sua igreja, caso ela adote sistema de diferente do seu, é uma atitude submissão ou de rebeldia, lembre-se:  Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas (Rom 13:3). Nesta questão sempre aconselho ao irmão a procurar uma Igreja que se coadune com a sua forma de pensar, ou fique servindo ao grupo que pertence sem querer implementar qualquer nova ideia conflitante.
  • O seu sistema teológico funciona como uma forma de compreender as suas questões de fé, ou se tornou um partido religioso, ou mesmo levou você a se portar como um torcedor de futebol, trocando o time por algum “ismo” teológico, lembre-se: : 12 Refiro-me ao fato de cada um de vós dizer: Eu sou de Paulo, e eu, de Apolo, e eu, de Cefas, e eu, de Cristo. 13 Acaso, Cristo está dividido Foi Paulo crucificado em favor de vós ou fostes, porventura, batizados em nome de Paulo?(I Cor 1:12)
  • Como você enxerga o Corpo de Cristo: Consegue discerni-lo?  Ou pensa de forma sectária, acreditando que se faz necessário uma uniformidade teológica? Você compreende a diversidade na unidade,? Lembre-se: 17 Porque nós, embora muitos, somos unicamente um pão, um só corpo; porque todos participamos do único pão. (II Cor 10:17)

Não estou defendendo que não é importante abraçar e definir posições teológicas, isto faz parte do pensar teológico, contudo, ressalto que os problemas existentes não estão nos sistemas, e sim, nas pessoas, que em virtude da imaturidade, e por que não dizer da falta de espiritualidade, usam aquilo que deveria servir como lentes, como vendas, que cegam a sua visão para o verdadeiro sentido bíblico do cristianismo.

Pr. Jonas Silva.


                                   

1 comentários:

 
Caminhando em Santidade © 2010 | Design adaptado por Kênia Siqueira | Todos os direitos reservados.