O EVANGELHO DO ENGANO

Pensar na implicação que a mensagem do Evangelho traz para o homem sempre foi um dever da Igreja em todas as eras. É importante que se confronte honestamente a mensagem Bíblica com o cotidiano dos indivíduos e da comunidade dos salvos, observando a dimensão do alcance da transformação produzida pelas Boas Novas.


O Evangelho sempre será uma proposta de mudança de vida, mudança esta, produzida pela ação do Espírito Santo no coração de cada indivíduo que se reconhece pecador diante de um Deus Santo, e enxerga em Cristo a solução para as suas transgressões.

A mudança de vida proposta pelo Evangelho está atrelada a idéia do novo nascimento, da regeneração e da santificação, ou seja, é uma ação de Deus no coração do homem produzindo uma nova perspectiva de vida, perspectiva esta que aproxima o homem regenerado do seu Criador, tornando-O Senhor de sua vida.

Contudo, tal aproximação deve produzir profundas transformações tanto no caráter, como na visão de mundo do homem que abraça o Evangelho, redundando em uma vida que busca a glória de Deus em todos os aspectos do seu cotidiano.

A mudança produzida pelo Evangelho tem que alcançar o todo do homem, não é uma ação simplesmente sobre partes isoladas, O senhorio de Cristo, não se deve se manifestar simplesmente sobre o aspecto religioso da vida do indivíduo, tendo sua ação sobre a cidadania, relações pessoais, relação familiar, vida profissional, vida moral, relações sociais etc. Ou seja, o verdadeiro Evangelho pode ser traduzido pela seguinte afirmativa: O homem todo sobre todo o senhorio de Jesus.

Evangelho que não transforma profundamente o homem em sua essência não é o Evangelho de Cristo, é o “evangelho barato” das denominações, é o “evangelho barato” do homem, é o “evangelho barato” da conveniência, em fim, é o evangelho da religião, contudo, sem ligar o homem verdadeiramente a Deus.

O grande problema que o evangelho pregado em nossos dias é esse tipo de evangelho barato, que ensina que a única coisa que tem que ser transformado nos adeptos, em troca da vida eterna, é sua vida religiosa, que não confronta o pecador consigo mesmo, que não trata motivações, que afirma: Freqüente a Igreja, cante louvores, dê o dizimo, que está tudo certo.

Este é o evangelho do faz de conta, onde não há disciplina e submissão, onde a igreja fingi que prega uma mensagem bíblica, e os membros fazem de conta que são discípulos de Jesus, mas, no fundo, todos estão afastados de Deus.

É o evangelho do engano, que produz pecadores travestidos de regenerados, que se vestem de cristãos, falam como cristãos, freqüentam a igreja, mas têm um coração de pecador impenitente.

O que mais me preocupa que este tipo de evangelho, barato e descompromissado, é que o mesmo vem sendo a grande estratégia do Diabo para conduzir ao inferno, pessoas crédulas na propaganda enganosa que estão indo para os céus.



Pr. Jonas Silva

Num tempo de engano universal, dizer a verdade é um acto revolucionário. (George Orwell)

PALESTRA SOBRE MORMONISMO

Estarei ministrando na próxima terça feira (14 de maio de 2013) na Conferência Religiões, Seitas e Cultos realizada pela Igreja Batista Evangelista.
Na ocasião Falarei sobre Mormonismo.
Segue o link para Baixar a Palestra em ppt ( Para baixar o arquivo copie o Link e cole na barra de endereço do navegador,).
https://docs.google.com/file/d/0B-MSQACf6C1mczlqNFcyVWUyamc/edit?usp=sharing

                   
 
Caminhando em Santidade © 2010 | Design adaptado por Kênia Siqueira | Todos os direitos reservados.