UM GAY PODE CHUTAR A SANTA?





Algumas coisas nunca saem de minha cabeça, e uma delas aconteceu no dia 13 de Outubro de 1995, me lembro bem, ao chegar da faculdade, cansado como sempre, liguei a televisão na TV Globo, mais especificamente no Jornal Nacional e me deparei com a notícia anunciada por Cid Moreira,que um Pastor da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), no dia anterior, 12 de Outubro, dia de Aparecida considerada pelos católicos a "padroeira do Brasil" em um programa da Rede Record, havia chutado a imagem da dita santa.
Diante do inusitado fato, como evangélico, embora vivendo a época tantos dilemas na minha fé, tive a impressão inicial que realmente era só uma imagem, contudo, a primeira impressão foi substituída pela idéia de intolerância com a fé alheia, e, fiquei me indagando: Se fosse a Bíblia sendo rasgada em pleno programa televisivo como me sentiria?
O Pastor na verdade é o bispo Sérgio von Helder, o episódio ficou conhecido como o "chute na santa", onde o referido clérigo da IURD, pregando  contra a idolatria, bateu, de forma rompante, numa imagem da "santa" comprada por ele mesmo afim de provar que aquele objeto não passava de um ídolo de barro, proferindo sentenças do tipo: "não é Deus coisa nenhuma", "será que Deus, o Criador do universo, pode ser comparado a um boneco desses, tão feio, tão horrível, tão desgraçado?", "um pedaço inerte de gesso"?
A Igreja Católica, no exercício de seus direitos lastreados na Constituição Federal, considerou o fato como ofensivo, e então, seguiu-se todo um alvoroço erigido pela mídia televisiva liderada pela Rede Globo, mais um capítulo da guerra Record x Rede Globo, desta feita revestido de piedade e de devoção aos ícones católicos.
O Bispo Von Helde foi indiciado na 27ª Delegacia de Polícia de São Paulo, acusado de vilipêndio a objeto de culto religioso (art. 208 do Código Penal) e estímulo ao preconceito religioso e posteriormente foi condenado, a dois anos e dois meses de prisão, apelando em liberdade por ser réu primário.
   Edir Macedo, na qualidade de líder supremo da IURD, foi obrigado a efetuar pronunciamentos oficiais sucessivas vezes nas redes de televisão e rádio, e como solução interna transferiu o Bispo Iconoclasta para fora do País.
 Todo este acontecido me veio à mente no último dia 27 de Junho, segunda feira, ao chegar a meu trabalho, ao ligar o computador e verificar que uma das principais notícias veiculadas na internet, foi o uso de imagens de santos católicos em situações homoeróticas pelos integrantes da passeata gay de São Paulo, ocorrida no dia anterior.
 Observo o fato com perplexidade, pois é notório, o silêncio da imprensa, a passividade da Igreja Católica, a condescendência do povo brasileiro e a desproporcionalidade  entre o tratamento dado ao Bispo Von Helder e os Gays deste Brasil petista, que vive uma verdadeira inversão de valores.
O fato, além de me deixar perplexo, está me levando realmente a acreditar que a PL 122, tem razão, ser gay neste país é realmente estar acima do bem e do mal. Pois, discutir idolatria no campo religioso, deu todo aquele estardalhaço em 1995, mas, vilipendiar ícones de devoção católica  zombando e os tornando afeminados, sob o pretexto de se fazer propaganda de cunho homossexual, vem sendo encarado com tanta passividade, pela maior nação católica do mundo.
Você leitor que me conhece, deve estar repetindo uma frase ditas tantas vezes por mim: dois erros jamais darão um acerto, pois finalmente, chutar a santa, e desrespeitar as opções sexuais  dos santos católicos são atitudes bem próximas, e de mesma tipificação no ordenamento jurídico brasileiro, contudo se for um gay acho que  pode se fazer as duas coisas.


Pr. Jonas Silva.


                         



Bancada evangélica divulga documento em apoio a juiz que anulou união homoafetiva em Goiás

                                                
A Frente Parlamentar Evangélica divulgou nesta quarta (22) uma moção pública em solidariedade ao juiz da 1º Vara de Fazenda Pública de Goiânia, Jerônymo Pedro Villas Boas, que anulou o pedido de união estável de um casal homossexual e estendeu a proibição para todo o estado de Goiás. O grupo de 15 deputados que assinou a moção alega que o juiz tem o livre discernimento para poder julgar casos do tipo.

No início de maio, o Supremo Tribunal Federal decidiu que casais homossexuais têm os mesmos direitos civis que casais heterossexuais. Para o juiz, enquanto o acórdão não for publicado, a decisão dele é válida.
“Não estou discriminando ninguém. Essas pessoas não podem querer impor minha conduta nem meu silêncio”, disse. “Continuarei fazendo o controle, se não for impedido por decisão judicial superior”, completou.
O juiz disse que é pastor evangélico, mas negou que isso tenha interferido em sua decisão. “Sou pastor da Assembleia de Deus Madureira e não nego minha fé. Eu, como indivíduo, tenho o direito de exercer minha fé. A decisão não interfere nos meus atos.”

A Frente Parlamentar pediu também a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição 3/2011, que permite que o Congresso possa sustar atos do Judiciário que tenham exorbitado de suas funções. Os deputados pedem, ainda, que a Procuradoria-Geral da República declare a suspensão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello, relator da ação sobre aborto de fetos anencefálicos. O grupo entende que o ministro, em entrevistas à imprensa, antecipou seu voto favorável ao aborto nesse cas

Da Agência Brasil


                                              

FESTAS JUNINAS: SEM JOÃO E SEM JESUS


 
Um dos períodos do ano que mais me intrigam, como Pastor, é o período junino,,já que as festas comuns ao mês de Junho (São João, São Pedro e Santo Antônio) são bastante forte em minha cidade, revestindo-se até mesmo do cunho cultura popular.
As indagações da membresia são muitas: Pr. Podemos ir para uma festa de São? Pr. Vamos fazer um arraial “gospel” em nossa igreja? Pr. Vai haver um forró “gospel” na igreja do meu amigo, posso ir lá dançar um pouco? Pr. Vamos  fazer um São sem Jesus?
            Não nego, sou um profundo admirador da cultura popular do meu Estado, contudo, admito que muitas de suas expressões possuem as suas raízes no paganismo, e são dotadas de um caráter sincrético religioso, como exemplo podemos citar, entre outras: o Maracatu, O carnaval, festa de Cosme e Damião e até mesmo o São João.
            A miscigenação entre cultura popular e manifestações pagãs, requer de nós cristãos, um olhar crítico sobre a questão, destituído de infantilidades espirituais e demonizações vazias, contudo coerente com a cosmovisão bíblica.
Vamos ao nosso caso concreto! As festas juninas, como inicialmente eram chamadas, tiveram origem antes da Idade Média, como festas pagãs e só foi absorvida como cristã, pela igreja católica, após a Idade Média, quando começou a ser utilizada para celebrar dias de santos do mês de junho: Santo Antônio (13 de junho), São João (24 de junho) e São Pedro (29 de junho), deste fato vem a denominação de festa Junina,.
O costume de se comemorar os santos de junho foi trazido para o Brasil pelos portugueses, no período colonial, no século XVI. Na época, já havia recebido elementos da cultura chinesa (fogos de artifícios), espanhola (dança de fitas) e francesa, por meio da dança marcada, uma característica da dança dos nobres franceses, que influenciou fortemente a nossa tradicional quadrilha. Todo este caldo cultural foi se misturando com tradições indígenas, afro-brasileira e outras trazidas por emigrantes dos diversos países do mundo, daí se explica as características próprias das festas em cada região brasileira.
            Um dos grandes problemas atrelados a espiritualidade pós moderna, é o querer vivenciar o cristianismo a partir de uma ótica pagã em detrimento dos ensinos bíblicos,, agregando a práxis cristã elementos pagãos e elementos culturais contraditórios a ética cristã.
            A partir desta ótica distorcida, que tudo é miscível, logo, se pode misturar qualquer coisa, partimos para os piores devaneios vivenciados pela igreja (Fetiches, simpatias, amuletos “gospels”, canaval evangélico, Festas de São João dentro das igrejas evangélicas com todas as suas manifestações).
            Fico pensando, e me acho violentado em minha inteligência espiritual, quando alguém, e esse alguém, na maioria das vezes Pastores, me vem com as desculpas esfarrapadas:
·      Não é festa de São João, pois mudamos o nome: É festa de Sem João com Jesus!!. Contudo, faz tudo igualzinho as festas mundanas.
·        É um forrozinho gospel, os  jovens da igreja vão dançar agarradinho, mas sem maldade. Como se pudéssemos controlar os hormônios dos jovens e adolescentes.
·       É uma quadrilha santa, contudo, a pobre noiva da quadrilha continua  aparecendo grávida e o noivo sempre casa obrigado. Isto não seria uma mensagem condenada em nossa vivência Cristã?
·      Festa Junina é cultura popular, e a mensagem cristã reformada não tem que destruir a cultura. E quando a cultura é pagã e pecaminosa, temos que aceitá-la mesmo assim?

Querido leitor, você pode até não concordar comigo, contudo, a frouxidão de valores, a falta de reflexão bíblica, olharmos o mundo com lentes que não sejam a Bíblia, o mercantilismo eclesiástico que torna a igreja em uma mera produtora de eventos, entre outras excrescências, transformou a Igreja Evangélica Brasileira em um verdadeiro circo dos horrores, ou melhor, em um arraial junino, perdendo mais uma preciosa oportunidade de fazer a diferença.


Pr. Jonas Silva




INTREVISTA COM O NOVO MENISTRO DA EDUCASAUM SEU CREISON

  

Seu Creison foi durante o início do Governo da Presidenta Dilma Roussef um dos principais assessores do Ministério da Educação (MEC), muito requisitado pelo Ex Ministro Fernando Hadad para a escolha do material de ensino da Língua Portuguesa, inclusive sendo o autor da nova gramática adotada pelo MEC. Na última semana com a saída de Fernando Hadade, em virtude dos seus constantes erros para o uso da língua, em especial na edição do Material conhecido como Kit gay.

Reporte: Como o Sr Recebeu o Convite da Presidenta Dilma para o cargo de Ministro da Educação?
Seu Creison: Olhi seu reporti! Eu já isperava pela endicasaum, já que o pograma de educasaum do governu, istava uma reforma urtográfica, da quau eu sou u maior dramático, oje todo mundo no Brazil iscreve nas regras da minha quartilha, incrosive esta intrevista devi seguir a NOVA DRÁMATICA PORTUGUEZA DE SEU CREISON.

OBS: CONFORME EXIGÊNCIA DO ENTREVISTADO, NA PRESENTE ENTREVISTA, SEGUIREMOS AS NOVAS REGRAS GRAMATICAIS ENSINADAS NAS ESCOLAS BRASILEIRAS, POR MEIO DA NOVA DRÁMATICA PORTUGUEZA DE SEU CREISON.

Reporti- Cumo o Sr se senti sobstituindo o Fernando Hadad?
Seu Creison-É huma onra muito grandi, ele comesou proceso de de poupularizasaum do meto seu Graison de língua posrtugeza , agora vo da prusiguimento, na vedadi eu fui o autosis da dramática adotada pelo MEC.

Reporti: Quaius saum as suas maior propostas para a educasãum no Brazill
Seu Creison: Vamu fazer oma edocasaum de cualidade, um portuguez cum muito mais equio, vamu adotar a língua falada por min.
Na matemaica, por exemplu, quandu o caba somar doiz mas doiz pode dá cinco, afiná a conta é deli.
Vamu adotar tanbém  o MEU CURSIO INTENSILVIO DE INGRÉIS
Tudo isso cum dinhero do MEC

Reporti: O Sr. Podi da um pequeno exempru Du CURSIO INTENSILVIO DE INGRÉIS
Seu Creison: Vo  mustrá algumas palavrias:
BYTE - agredir Ex.: Ele sempre byte nela.
DATE - mandar alguém se deitar Ex.: Date aí!
YEAR - deixar, partir Ex.: Ela teve que year.
CAN - pergunta feita por quem tem amnésia Ex.: Can sou eu?
CREAM - roubar, matar Ex.: Ele cometeu um cream.
CHEESE - penúltima letra do alfabeto Ex.: Xadrez se escreve com cheese.
FRENCH - dianteira Ex.: Saia da french, por favor.
DAY - conceder Ex.: Eu day um presente à ela
PAINT - objeto usado para desembaraçar cabelos Ex.: Por favor, me empresta o paint?

Reporti: Qua a sua opiniaum do quit ainte omofobia cunhecido como quit Gays
Com disze o meu anticessor tudo é pobrema de língua, us ivangélicos naum gostava do quit gay por cauza do portuguesis, mais vamu botar equio , e, elis, os crenti, vaum ficar vai ficá tudu felizes.
Incruzive vou lançar tamem o Bibra Revista e Corigida de Seu Creison, mas essa naum vai se finaciada pelu MEC, vamu poblicar pera ediotoria tabajara gospil e veder em livraria ivangelícas E pogramas de teve. É um merrcadio bastanti lucrativios.

Reporti: O Sr Podi dá um exemplu com vai ser Bibra Revista e Corigida de Seu Creison?
Sr. Creison: Vo Trocar umas palavrias ultrapasadias, qui niquem intendi  por outrias, e vais tê noltas de roldapé expricando os velsículos, pô exemplios:

Parábola – Terminem o jogo
Varão – pedaçu de pau
Arca da Aliança – Caxa Portua Joiua
Epistola – E treise oi taum ou erevolvi
Pulblicano: Aurtista Pornu

Reporti: Cuas saum os seos pranos, ondi o Sr, quer chegarr?
Seu Creison: Eu devu ta sendu indicadu tamem para acadimia brazileira de letrias, já adeiraraum a minha capanha pesoas elutres comu: Lulia, a Presidenti Dilma, Deputado Tiririquia e Fenandio Hadad.

Reporti: Cuas saum a sua mensagi final como ministru da educasaum para os istudantis Brasileiros?
Seu Creison: Vamu  muldar u brazil e falar um portuguesis ben dizido cum muito mas equio.



 
Caminhando em Santidade © 2010 | Design adaptado por Kênia Siqueira | Todos os direitos reservados.