O evangelho segundo o “espíriTIO SAMto” , pregado por Morris Cerullo e Silas Malafaia

A cada dia tenho orado a Deus e pedido: Senhor me ajuda na minha pequena Fé no evangelho pregado pela teologia da prosperidade, e quanto mais me aproximo dEle (Deus), fico perplexo e indignado com o que vemos e ouvimos dos adeptos deste sistema “teológico”.


A minha última indignação ocorreu no último sábado (31 de Julho de 2010) e vem se perpetuando durante toda esta semana. Ao ligar a televisão e procurar uma programação evangélica para assistir, sintonizo no programa do Pr. Silas Malafaia, e me deparo com o Pastor Norte Americano, Morris Cerullo, trazendo uma “palavra profética para o Brasil”.

Eu prefiro me colocar entre aqueles que foram taxados pelo Pr. Silas Malafaia, como os que querem atrapalhar a benção dos seus telespectadores, do que me calar e me intimidar, principalmente quando vislumbro a cena do Nosso Senhor Jesus Cristo, entrando no templo e expulsando de forma rompante os vendedores e comerciantes, sem se preocupar com os rótulos que lhe seriam impostos.

O Pr. Morris Cerullo começa a sua mensagem trazendo como ponto de contato, o cenário econômico mundial, fato muito instrutivo para donas de casas e irmãos simples da nossa nação, claro, todos investidores de Wall Street.

O deus (o minúsculo não é erro de português) apresentado pelo “profeta” está exclusivamente preocupado com a benção financeira, ou segundo, o próprio termo empregado “unção financeira”. Para ele a essência do Evangelho (Graça, Reconciliação, Regeneração, Novo Nascimento), se não execrada, fica relegada ao segundo plano.

Eu creio na prosperidade dos Santos. Contudo, não nesta prosperidade ufanista que busca em revelações extra-bíblicas o respaldo para sua materialização. Eu fico imaginando qual a diferença de um pastor que pede uma quantia exata para que o fiel receba a graça financeira, e um feiticeiro que específica o despacho, a mandinga, para que o místico alcance os seus pleitos.

O profeta capitalista não se contenta com as Escrituras, a não ser com a Bíblia da Batalha Espiritual e Sucesso Financeiro, com as interpretações e comentários de sua própria autoria, que são muito mais inspirados que todo o resto, claro!!. E com um misto de numerologia e cabala, ele consegue definir o valor da oferta R$ 610,00 (seiscentos e dez reais).

Oferta dada não a Deus e sim ao ministério do Pr. Silas Malafaia, pois o efeito da unção financeira só funciona se a oferta depositada no altar daquele ministério. Claro!!! No Capitalismo imperialista não há lugar para o socialismo, ou melhor o espíriTIO SAMto, não permitiria tal sacrilégio, ou seja, outras igrejas ou mesmo missionários serem abençoados com a oferta dos R$ 610,00. O reino de deus está restrito aquele império denominacional.

Fico preocupado com os inúmeros ministérios espalhados por este país, com necessidades menos megalomaníacas do que o Ministério Vitória em Cristo, que terão suas ofertas e dízimos diminuídos em virtude de muitos irmãos acreditarem na mensagem do profeta da prosperidade, e deixarem de ofertar em suas igrejas, para juntarem o que têm e o que não têm, objetivando a quantia da unção financeira, R$ 610.

Infelizmente nos revela o espíriTIO SAMto: não há mais espaço para viúvas pobres no Reino de Deus.

Enquanto eu assistia ao programa, me lembrei de que uma das boas mensagens que ouvi sobre teologia da prosperidade, havia sido pregada pelo Pr. Silas, e neste misto de saudosismo e indagações, fui aos meus arquivos procurar a fita de vídeo (VHS) que continha a citada pregação, aí no meio do caminho desisti tristonho, ante a fatídica constatação que as pessoas mudam, e às vezes para pior.



Pr. Jonas Silva

5 comentários:

  1. Marcos Barros disse...:

    Muito bom comentário acerca da visão distorcida do evangelho pregado pelo Pr. Silas Malafaia. Nós, assembleianos, não aguentávamos mais ver o vice-presidente da CGADB (Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil) pregando diariamente uma teologia baseada exclusivamente na prosperidade financeira nos meios de comunicação. Agora, no seu novo ministério: "Assembléia de Deus - Vitória em Cristo", já desligado da CGADB, o Pr. Silas está mais tranquilo para fazer o que gosta: Pregar a prosperidade financeira, sem ter que aturar os colegas de ministério da CGADB o criticando constantemente. Parabéns Pr. Jonas pelas sábias palavras em defesa do genuíno evangelho.

  1. Pr. Jonas Silva disse...:

    Graça e Paz Marcos, é verdade infelizmente o homem parece que não consegue se contentar com o que Deus tem feito na vida dele, e passa a ser seu próprio deus, buscando o sucesso como forma de adoração do seu EGO.

  1. Anônimo disse...:

    afinal de contas silas malafaia ta errado ou serto

  1. Anônimo disse...:

    na minha opiniao Malafaia e um homen de Deus

  1. Pr. Jonas Silva disse...:

    Não estou julgando o fato do Pr. Silas ser ou não ser um homem de Deus.
    Mas, Lembre-se que homens de Deus, são HOMENS.
    Só para recordar:
    Abraão era homem de Deus - e errou a gerar um filho de Hagar
    Moisés era homem de Deus - e errou ao se irritar com o povo
    Davi era um homem de Deus - não vou nem numerar os erros;
    Pedro era uma homem de Deus - Negou a Cristo, e ainda, Paulo em outa ocasião teve que chamar a atenção do mesmo, por sua incostância
    bom... os exemplos são inúmeros
    Se homens de Deus não errasem seriam Deus...mas, infelizmente ou felizmente, caro anônimo não dá pra ser.

 
Caminhando em Santidade © 2010 | Design adaptado por Kênia Siqueira | Todos os direitos reservados.